quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Conforto

Eu, em particular, encontro conforto nas coisas mais estúpidas que andam por ai, mas não só, conheço o conforto de uma musica, de uma frase tirada de um livro ou da ligação que fazemos com certos filmes. Posso dizer que a musica, os filmes e os livros salvaram a minha vida e impediram me de ser uma adolescente revoltada, descobri que sou capaz de ultrapassar as coisas por mais complicadas que sejam, e isso foi um conforto. 

Ultimamente tenho andado em baixo e sem vontade de reagir, o que para mim já é estranho e para a minha idade não é politicamente correto, devia ter tudo articulado na minha cabeça, tudo no sitio certo e devia estar pronta para a acção. Mas não, nem tenho respostas para perguntas sobre: se vou ficar bem e se tudo vai correr bem. 

Talvez a minha vida seja assim, uma pilha de tralha que nem eu sei arrumar.

  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Isto é como no Face é só meter GOSTO (!) :b