sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

A vida ridícula que me dei.


Devia estar a dormir, calada na cama, a descansar num sono que faça inveja aos mortos mas não estou a escrevera, a minha vida é isto.

E assim foram 5 meses de sentimentos deitados fora por que sou parva e doente e agora sou livre mas não parece, o meu peito doí e tenho vontade de vomitar e chorar mas não vou fazer isso, a música devia ajudar mas não e amanha tenho que enfrentar a família e não chorar no processo.

A vontade que tenho é de pegar em algo cortante mais que nunca, dentro na minha cabeça a luta esta renhida apesar de estar assim sinto que estou mais ou menos a ganhar, devo estar em segurança até amanha.  


Sem comentários:

Enviar um comentário

Isto é como no Face é só meter GOSTO (!) :b